Domingo, 13 de Setembro de 2015

A equinácea pode fortalecer o sistema imunitário?

Isso é um FACTO.

A equinácea tem sido objecto de muita controvérsia. É ou não é uma erva medicinal milagrosa imuno-estimulante? As avaliações científicas têm sido contraditórias, e assim para estar no lado conservador é seguro dizer que, embora possa não ser um “milagre”, certamente possui faculdades imuno-estimulantes. Um remédio medicinal dos nativos americanos, demonstrou-se que a equinácea ajuda a acelerar a cura de:

  • Constipação
  • Gripe
  • Dor de garganta
  • Infecções sinusoidais
  • Febre do feno
  • Bronquite
  • Aftas
  • Infecções dos ouvidos
  • Gânglios linfáticos inchados
  • Gengivite
  • Aumento da próstata
  • Infecções do tracto urinário
  • Infecções fúngicas 

As suas propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e analgésicas não podem ser refutadas.

A equinácea tem uma elevada concentração de fenóis e alquilamidas, que se comprovou exercerem um impacto altamente benéfico sobre o sistema imunológico. O composto equinaceína defende as células saudáveis contra bactérias e vírus, e os estudos revelaram que a equinácea aumenta o número de glóbulos brancos do sangue e intensifica a actividade dos macrófagos. (Os macrófagos acorrem ao local para combater os invasores e a infecção).

Um estudo composto por 95 pessoas, nos primeiros estágios de gripe ou constipação, mostrou que beber várias chávenas de chá de equinácea, durante cinco dias, ajudou os pacientes com resfriado a ficarem melhor mais cedo do que aqueles que não trataram a constipação com equinácea. A Faculdade de Farmácia da Universidade de Connecticut fez uma revisão de mais de uma dúzia de estudos sobre a equinácea e descobriu-se que o risco de apanhar uma constipação pode ser reduzido até 58% com a suplementação de equinácea e a sua duração encurtada até 1,4 dias.

No entanto, outros estudos parecem refutar tais achados. Um estudo da Faculdade de Medicina e Saúde Pública de Wisconsin-Madison sugeriu que a equinácea não tem influência significativa sobre o resfriado comum e só poderia encurtar a duração dos sintomas em meio dia, no máximo. Como se explicam estas conclusões contraditórias?

Os estudos sobre a equinácea variam de acordo com o tipo, a força e a parte da equinácea utilizada, e algumas formulações funcionam melhor do que outras. Os óleos voláteis concentram-se principalmente nas raízes da planta equinácea, enquanto os polissacáridos, valorizados pelos seus efeitos imuno-estimulantes, estão nos caules e nas flores. A pesquisa indica que as partes aéreas da equinácea demonstram o maior impacto no sistema imunitário.

Na Alemanha, onde as plantas medicinais são reguladas pelo governo, as raízes de equinácea são usadas para tratar infecções de gripe, e as partes aéreas são utilizadas para curar constipações, infecções do tracto respiratório superior, infecções do tracto urinário e feridas.

O site ConsumerLab.com analisou 11 marcas de equinácea e descobriu que apenas quatro delas continham os ingredientes assinalados no rótulo! Dez por cento não tinha nenhuma equinácea, metade estava rotulada erroneamente quanto ao tipo de equinácea utilizada, e mais da metade não continha a quantidade correcta de ingredientes activos especificados no rótulo.

É indispensável comprar equinácea proveniente de um fornecedor de suplementos de alta qualidade. Os especialistas em saúde recomendam usar a equinácea não mais de oito semanas de cada vez. Use ao primeiro sinal de doença, ou durante a estação fria para manter o sistema imunológico forte e saudável. 

http://undergroundhealthreporter.com/16313/

  

publicado por Rui Vaz às 09:34
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS