Sábado, 11 de Julho de 2015

Andar a pé aumenta a longevidade

Sabia que caminhar entre meia a uma hora por dia pode acrescentar anos de vida?

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a inactividade física é a quarta maior causa de mortalidade adulta em todo o mundo.

Um estilo de vida sedentário aumenta o risco de obesidade, diabetes, doença cardíaca, depressão, hipertensão e osteoporose. Além disso, também reduz a longevidade até 7 anos, em comparação com adultos mais activos fisicamente.

Eis agora a boa notícia: basta apenas caminhar entre meia a uma hora por dia durante 5 dias por semana, para protegê-lo de doenças cardiovasculares, diabetes e morte prematura. 

Ser fisicamente inactivo coloca uma pessoa na mesma categoria de alto risco de morte prematura do que os fumadores, alcoólicos e indivíduos obesos, os quais retiram 3-5 anos às suas vidas por cada risco para a saúde em que se envolvem. Um estudo descobriu que os adultos que vêem televisão 4 ou mais horas por dia tinham um risco de morte por qualquer causa superior em 46% e um risco de morte por doença cardíaca aumentado em 80%.

Mas fazer a mudança da inactividade para actividade moderada não é difícil. A Associação Americana do Coração recomenda apenas 150 minutos de exercício moderado por semana ou uma simples caminhada de 30 minutos, 5 dias por semana.

Dois estudos realizados por investigadores do Centro Médico Erasmus em Roterdão, Holanda, fundamentam esta recomendação. Eles analisaram mais de quatro décadas de pesquisa, que envolveu um total de 4121 homens e mulheres com níveis de actividade baixos, médios e elevados. Aos 50 anos, os que praticavam exercícios moderados tinham uma expectativa de vida 1,5 anos maior do que os que praticavam pouco exercício, e aqueles com um alto nível de actividade tinham uma expectativa de vida 3,5 anos maior.

Um outro estudo mostrou que andar a pé apenas 30 minutos por dia, tanto a um ritmo moderado como vigoroso, melhorou a capacidade cardiorrespiratória. A mesma melhoria foi demonstrada em indivíduos que caminharam a um ritmo acelerado 3-4 dias por semana, enquanto uma caminhada em ritmo acelerado 5 ou mais dias por semana reduziu os níveis de colesterol.

http://undergroundhealthreporter.com/walking-increases-lifespan/

 

publicado por Rui Vaz às 23:06
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS