Quarta-feira, 2 de Setembro de 2015

Benefícios do cântico para a saúde

Sabia que um tipo antigo de música pode melhorar a saúde física e o bem-estar?

Na sua canção de sucesso “American Pie”, o cantor Don McLean pergunta: “Pode a música salvar a nossa alma mortal?” Embora uma resposta definitiva a essa questão ainda não tenha surgido, torna-se evidente que um pouco de música pode melhorar significativamente a saúde. O dr. Alan Watkins, um conferencista em neurociência no Colégio Imperial de Londres, disse aos jornalistas que a investigação comprova que o canto gregoriano pode curar fisicamente o corpo.

A vocalização comunal tem feito parte de quase todas as culturas no mundo inteiro. No entanto, nas sociedades mais desenvolvidas esses tipos de sessões tornaram-se uma raridade. E isso pode ser em detrimento da nossa saúde, ao que parece. 

No seu livro “Sons Humanos”, Jonathan Goldman, um “curandeiro do som” que vive em Nova York, partilha a história de um grupo de monges beneditinos franceses que decidiram cessar o seu cântico diário, a fim de se dedicarem a actividades mais “úteis”. Pouco depois, ficaram cansados e deprimidos. Quando começaram novamente a cantar, os seus níveis de energia recuperaram rapidamente.

Segundo o dr. Watkins, “a estrutura musical do cântico pode ter um impacto fisiológico significativo e positivo”. Os resultados da pesquisa de Watkins indicam que os benefícios do cântico incluem:

  • Diminuição da pressão arterial
  • Aumento dos níveis de DHEA (hormona dihidroepiandrosterona)
  • Redução da ansiedade
  • Melhoria do humor

Estes resultados são apoiados por pesquisa pré-existente, documentando os efeitos neurológicos do som. Alguns cientistas acreditam que a música pode estimular a produção de endorfinas − opiáceos naturais conhecidos por gerar sentimentos de entusiasmo e satisfação. Também é possível que a música ajude os hemisférios esquerdo e direito do cérebro a comunicar de forma mais eficaz, criando novas vias neurais no cérebro.

Watkins e os seus colegas pesquisadores chegaram às suas conclusões com base em medições que fizeram dos batimentos cardíacos e níveis de pressão arterial de cinco monges, durante um período de 24 horas. Quando estavam a cantar, tanto a frequência cardíaca como a pressão arterial atingiram os níveis mais baixos registados. Watkins afirmou que a respiração regular e a estrutura musical do cântico parecem estar por trás dos efeitos fisiológicos observados. “O controlo da respiração, os sentimentos de bem-estar proporcionados pelo canto comunal, e a simplicidade das melodias parecem ter um efeito poderoso”, disse Watkins.

Os benefícios de saúde do cântico podem mesmo ir além dos próprios cantores. A irmã beneditina Ruth Stanley, directora do programa de medicina complementar no Hospital Central St. Cloud, no Minnesota, descobriu que pôr os pacientes a escutar cânticos poderia aliviar a dor crónica e outros padecimentos. “O corpo pode entrar num nível mais profundo da sua própria capacidade inata de cura, quando se escutam cânticos”, disse a irmã Stanley. “Cerca de 85 por cento do tempo, o corpo entra em modos de cura muito profundos, o que é bastante notável.”

Se gostaria de experimentar a cura profunda que a irmã Stanley testemunhou, há muitos CD de cântico disponíveis para compra online ou nas grandes lojas. Para aqueles interessados numa experiência mais imersiva, é possível encontrar aulas de cântico em algumas cidades. Não se pode garantir com toda a certeza que cantar irá salvar a alma, mas certamente parece fazer bem ao corpo, então por que não experimentar? 

http://undergroundhealthreporter.com/health-benefits-of-chanting/

  

publicado por Rui Vaz às 22:15
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS