Terça-feira, 22 de Setembro de 2015

Carvão activado: o antídoto universal

Sabia que o “antídoto universal” mais antigo pode ser um dos melhores suplementos anti-envelhecimento de todos os tempos?

Os registos médicos do antigo Egipto, Grécia e outras sociedades ao longo dos séculos provam que o mundo desde há muito confiou numa substância segura, não medicamentosa, chamada carvão activado, como um “antídoto universal” para quase todos os venenos.

Apesar disso, o carvão activado caiu praticamente no esquecimento dos tratamentos médicos eficazes, mas negligenciados, excepto para o tratamento de emergência em casos de envenenamento. As salas de urgência dos hospitais ainda usam hoje o carvão activado como uma primeira linha de defesa no tratamento de pacientes que tenham ingerido substâncias tóxicas. 

Dado o seu registo como uma defesa contra as toxinas mais graves, não é surpreendente que o carvão activado também possa ser usado para tratar e prevenir problemas menores de saúde. Os peritos indicam que pode ser usado para aliviar queixas, tais como:

  • Gases
  • Distensão abdominal
  • Problemas digestivos em geral
  • Saúde do coração
  • Sinais indesejados do envelhecimento

O carvão activado é uma forma muito diferente do “carvão” familiar, porque é activado. Isto significa que uma fonte de carbono (carvão betuminoso, madeira ou cascas de coco são fontes comuns) foi queimada a uma temperatura elevada e submetida a um processo especial para remover todo o oxigénio, deixando por fim um material altamente adsorvente.

A palavra “adsorção” é parecida com a palavra “absorção”, mas trata-se de um processo diferente. Adsorver algo significa “ligar-se a” alguma coisa. O carvão activado tem milhões de poros minúsculos, pelo que apenas 2 gramas de pó têm uma superfície total equivalente à área de um campo de futebol. Além disso, a sua superfície porosa tem uma carga negativa, por isso atrai substâncias carregadas positivamente, incluindo:

  • Metais pesados
  • Produtos químicos
  • Gases intestinais

Apesar de todas estas moléculas pesarem milhares de vezes mais do que o próprio carvão, a sua incrível capacidade de adsorção permite-lhe capturar e ligar-se a essas substâncias venenosas, que são depois eliminadas pelo organismo.

Além de nos proteger de ameaças agudas, como venenos, o carvão activado também livra o corpo de toxinas crónicas de menor toxicidade. Graças à prevalência de alimentos processados e a poluição do ambiente, todos estamos expostos a toxinas, no quotidiano. Esta exposição contínua pode levar a problemas graves, como:

  • Danos celulares
  • Alergias
  • Sistema imunitário enfraquecido
  • Envelhecimento prematuro

O uso regular do carvão activado elimina do organismo as toxinas acumuladas e promove a função saudável do tracto digestivo. Quem o utiliza relata um sentimento quase imediato de renovação.

A libertação de toxinas traz benefícios, mais além da melhoria da saúde digestiva. Os estudos revelam que tomar carvão activado pode evitar as alterações celulares associadas ao envelhecimento. Uma pesquisa realizada por gerontologistas − médicos que se especializam no estudo do envelhecimento − proeminentes mostrou que o carvão activado pode aumentar a longevidade média dos animais de laboratório mais velhos, em cerca de 34%!

O carvão activado parece funcionar, em parte, através do reforço da função adaptativa dos órgãos essenciais, incluindo glândulas supra-renais, fígado e rins. Também reduz a sensibilização crescente do cérebro às toxinas, que ocorre com a idade. Este efeito neuroprotector leva à melhoria da função cognitiva.

O carvão activado pode ser encontrado facilmente, e a um preço muito barato, em lojas de alimentos saudáveis e online. Foram observados pouquíssimos efeitos colaterais negativos associados ao uso do carvão activado, mas os especialistas recomendam um cuidado especial aos potenciais utilizadores que também tomam medicamentos de prescrição médica. Os peritos salientam que o carvão activado deve ser tomado num horário o mais distante possível daquele a que as doses dos medicamentos são ministradas. Caso contrário, os fármacos vão ligar-se ao carvão, em vez de entrar no organismo. Também se recomenda falar com o médico sobre o uso de carvão activado, especialmente se tomar outros medicamentos. 

http://undergroundhealthreporter.com/activated-charcoal-the-universal-antidote/

  

publicado por Rui Vaz às 22:11
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS