Terça-feira, 27 de Outubro de 2015

Combata a postura sentada com intervalos para estar de pé

Trabalhar em pé (27-10-15)

Há uma nova doença em ascensão, e é muito provável que já a tenha! Ela gera todas as principais ameaças de morte por cancro e diabetes, bem como outras doenças sintomáticas da síndrome metabólica. Apelidada “doença de estar sentado” pela comunidade médica, é uma condição muito real que aflige a maioria das pessoas trabalhadoras, em todo o mundo. E como se pega esta doença do sedentarismo?

Repare no seu dia normal de trabalho. Se for um emprego que não implica esforço físico (como acontece em 80% dos casos!), pode passar 13 horas sentado. Primeiro, considere as oito ou nove horas passadas no trabalho. De acordo com um estudo publicado no Jornal Britânico de Psicologia, o trabalhador médio gasta 5 horas e 41 minutos, por dia, sentado à secretária! Agora, acrescente o trajecto diário e as horas gastas a descomprimir em frente da televisão, e é fácil ver como estar sentado se torna uma segunda natureza.

Felizmente, há uma vacina para a doença sedentária. Ponha o sangue novamente a bombear com intervalos para estar de pé, 5 minutos a cada hora! Não quer interromper o fluxo de trabalho? Isso não é problema! Quem disse que não pode trabalhar de pé?

Para dar um pouco de motivação, vamos primeiro digerir os perigos de um estilo de vida sedentário.

O Instituto Sax da Austrália calculou que as pessoas que se sentam 11 horas por dia, pelo menos, têm uma probabilidade 40% maior de morrer dentro de 3 anos, ao contrário das pessoas que se sentam apenas 4 horas por dia.

Outro estudo mostrou que os homens que se sentam durante mais de seis horas são 54% mais propensos a ter um ataque cardíaco (as mulheres têm uma propensão de mais 40%).

Quem está sentado mais de 23 horas por semana (3 horas por dia, em média!) tem 64% mais probalidade de morrer de ataque cardíaco!

Talvez trabalhe a uma secretária seis horas por dia, mas pratica regularmente um regime de aptidão física (fitness) que o põe a fazer exercício uma hora por dia, em média. Infelizmente, uma hora de exercício por dia não vai afastar a doença de estar sentado. Os estudos têm mostrado que, mesmo quando se atingem as necessidades diárias recomendadas de exercício, um estilo de vida maioritariamente sedentário ainda influencia negativamente a saúde metabólica.

Quando se senta a uma secretária ou no sofá por um longo período, o corpo deixa de produzir as substâncias químicas necessárias para digerir os açúcares e gorduras. Em consequência, a circulação deteriora-se. Estar sentado à secretária durante muito tempo também agrava a dor nas costas. Os músculos fazem uma pausa e permitem que a cadeira suporte a parte superior do corpo. Isto leva à compressão dentro do peito e cavidade abdominal, bem como a curvatura dos ombros e coluna.

Trabalhar em pé durante 5 minutos a cada hora, proporciona os seguintes benefícios:

  • Alivia a dor nas costas
  • Fortalece os músculos das costas e abdominais
  • Queima mais calorias
  • Melhora o estado de alerta e a função cognitiva
  • Aumenta o foco
  • Estimula a circulação
  • Equilibra os níveis de açúcar no sangue
  • Ajuda a combater a fadiga
  • Activa o metabolismo

Quem sabe? Após várias semanas de intervalos de 5 minutos em pé, pode descobrir que prefere trabalhar de pé. Se assim for, seria aconselhável investir numa estação de trabalho em pé, com design ergonómico e altura ajustável a qualquer secretária. 

http://undergroundhealthreporter.com/5-minute-health-tip-fight-sitting-disease-with-5-minute-standing-breaks/ 

 

publicado por Rui Vaz às 22:05
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS