Domingo, 13 de Setembro de 2015

Desafie a gravidade fazendo o pino

Ficar de cabeça para baixo a fazer o pino, durante 5 minutos todos os dias, dá ao pescoço e à coluna vertebral um merecido descanso! Praticar o pino de forma consistente ajuda a envelhecer graciosamente e defende contra a doença crónica e a doença cardiovascular. Os iogues praticam posturas de cabeça para baixo, há milénios, e a evidência científica confirma que as pessoas que fazem o pino com regularidade raramente são vítimas de eventos cardiovasculares, como acidentes vasculares isquémicos. Vamos falar agora sobre os benefícios de fazer o pino, bem como as alternativas, se tiver limitações físicas.

Ficar de cabeça para baixo funciona a favor da gravidade, e não contra. O sangue flui no sentido contrário, enchendo a pele do rosto com nutrientes, razão pela qual as bochechas ficam sempre com um brilho saudável depois de apenas alguns minutos a fazer o pino. Este aumento do fluxo sanguíneo e nutrientes para o couro cabeludo até pode ajudar a prevenir os cabelos grisalhos e a reverter aqueles existentes! 

Apoiar-se sobre a cabeça também dá ao coração algum descanso, pois não tem de trabalhar tanto a bombear o sangue para o cérebro. No pino, o cérebro beneficia de um afluxo de oxigénio, melhorando assim a capacidade cognitiva, a concentração e a memória. O sangue também flui mais facilmente das extremidades para o coração.

Apoiar-se sobre a cabeça ajuda a melhorar e regular as hormonas. Fazer o pino, durante 5 minutos, vai direccionar o fluxo sanguíneo para a hipófise e o hipotálamo, que controlam todas as glândulas do corpo, incluindo tiróide, pineal e glândulas supra-renais. Mesmo as hormonas sexuais beneficiam! E desintoxicar as glândulas supra-renais ajuda a activar pensamentos positivos e aliviar a depressão.

Por falar em desintoxicação, ficar de cabeça para baixo ajuda a drenar o sangue congestionado dos intestinos e cólon, purificando assim o corpo de toxinas. Apoiar-se sobre a cabeça também ajuda a drenagem do fluido retido nos membros inferiores, de modo que não precisa de se preocupar com ganhar varizes.

Claro que o pino proporciona benefícios musculares, ao fortalecer os músculos básicos, particularmente os oblíquos, recto abdominal e transverso abdominal. Envolver dessa maneira o núcleo muscular, diariamente, ajuda a manter o corpo forte e saudável durante toda a vida.

Fazer o pino não é para todos. Se tiver lesões no pescoço, problemas de ouvidos ou oculares, pressão arterial elevada ou epilepsia, é melhor não praticar. Pode obter benefícios similares com poses de inversão mais suaves, como exercícios de ioga em posição descendente e com a cabeça virada para baixo ou flexões para a frente, estando em pé. Também se pode pendurar de cabeça para baixo numa mesa de inversão, o que deixa o pescoço pender livremente. A terapia de inversão com este aparelho ajuda ainda a aliviar a compressão da coluna vertebral, o que é perfeito para quem tiver lesões nas costas e pescoço. 

http://undergroundhealthreporter.com/5-minute-health-tip-defy-gravity-with-headstand/

  

publicado por Rui Vaz às 21:37
link do post | favorito (1)
De Maria Araújo a 6 de Outubro de 2015 às 11:58
E foi por que gostei muito de experimentar uma aula de antigravity, que mudei de ginásio, duas vezes por semana faço esta aula que me deixa super bem e aguento-me pelo menos 5 minutos de cabeça para baixo (spiderman).
Adorei este artigo, vou levar o link.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS