Quinta-feira, 29 de Outubro de 2015

É seguro cozinhar com azeite de oliva?

Olive oil (29-10-15)

A resposta é SIM e NÃO!

O azeite tem recebido muitos elogios − repleto de antioxidantes, como a vitamina E que protege o coração e reduz o risco de cancro − e imagem negativa na imprensa − se cozinhar com azeite está a expor o organismo a agentes cancerígenos tóxicos. É hora de acabar com os mitos: pode cozinhar com azeite de oliva (e sem consequências), desde que esteja ciente do ponto de fumo.

Os óleos vegetais são propensos a oxidar com a idade, especialmente quando expostos ao ar e à luz. O calor acelera o processo de oxidação. Quando os óleos vegetais, como o azeite, oxidam, a sua estrutura molecular degrada-se, as moléculas de gordura são danificadas, e formam-se as gorduras trans prejudiciais. O perfil nutricional do óleo vegetal é ainda mais empobrecido, enquanto os antioxidantes são destruídos através do processo de oxidação.

As gorduras polinsaturadas, como os óleos de milho e girassol, são as mais susceptíveis à oxidação, enquanto as gorduras saturadas, como o óleo de coco e a manteiga são menos propensas a oxidar, e aguentam-se bem quando expostas ao calor elevado. O azeite de oliva, uma gordura monoinsaturada, fica algures no meio.

A elevada concentração de ácido oleico monoinsaturado no azeite ajuda a manter o coração saudável e pode até proteger contra certos tipos de cancro. Quando aquecido para além do seu ponto de fumo, no entanto, o azeite oxida em radicais de oxigénio causadores de cancro, como cetonas, peróxidos, aldeídos e hidroperóxidos.

O azeite extra-virgem é o azeite menos refinado, criado a partir da primeira prensagem das azeitonas. Ele dá o sabor mais delicado e é o nutriente mais denso dos azeites. Também possui um ponto de fumo significativamente menor do que o azeite refinado, o qual é extraído com o uso de produtos químicos e tem um perfil nutricional global inferior. O ponto de fumo do azeite extra-virgem é aproximadamente 190°C, enquanto o ponto de fumo do azeite refinado é cerca de 240°C. Na verdade, qualquer óleo refinado tem um ponto de fumo maior do que o seu parente virgem, e é uma opção melhor para cozinhar, especialmente a temperaturas mais elevadas.

Desde que aqueça o azeite dentro dos limites do ponto de fumo, está seguro. Por exemplo, os vegetais são normalmente aquecidos a 150°C, bem dentro do ponto de fumo do azeite. Se desejar cozinhar a temperaturas mais altas, então troque o azeite por óleo de coco, que confere uma infinidade de benefícios para a saúde! 

http://undergroundhealthreporter.com/fact-or-myth-is-it-okay-to-cook-with-olive-oil/ 

 

publicado por Rui Vaz às 08:24
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS