Quarta-feira, 30 de Setembro de 2015

Medicamentos de venda livre ligados à disfunção cognitiva

Medicamentos (30-09-15)

Sabia que há medicamentos, tanto de receita obrigatória como de venda livre, conhecidos por causar disfunção cognitiva irreversível?

Só porque não é necessário prescrição médica para um medicamento, isso não significa que ele seja seguro. Por exemplo, muitos fármacos comuns de venda livre, como o analgésico Motrin e anti-ulcerosos, como Tagamet, Zantex e Prilosec, costumavam ser medicamentos cuidadosamente controlados, disponíveis apenas por prescrição. Todos eles podem causar lesões graves, quando tomados em excesso.

Mais preocupante ainda, no entanto, pode ser uma categoria de medicamentos de prescrição e venda livre ligados a danos cognitivos irreversíveis de longo prazo. Estes medicamentos anticolinérgicos suprimem um transmissor do sistema nervoso chamado acetilcolina, impedindo-o de se ligar ao seu receptor nas células nervosas. 

Tipicamente, os fármacos anticolinérgicos de venda livre são analgésicos nocturnos, anti-histamínicos e outros soníferos, incluindo:

  • Excedrin
  • Tylenol
  • Nytol
  • Unisom
  • Sominex
  • Benadryl
  • Dramamine

Os anticolinérgicos de prescrição usados para tratar a depressão e incontinência e aliviar a dor incluem:

  • Detrol
  • Paxil
  • Demerol
  • Elavil

De acordo com a Universidade da Califórnia, os medicamentos anticolinérgicos provocam comprometimento cognitivo agudo em pessoas com demência, e podem mesmo causar alucinações.

Um estudo de 3690 adultos idosos, publicado na revista Alzheimer e Demência, em 2013, mostrou que os fármacos com efeitos anticolinérgicos fortes causam prejuízo cognitivo, quando usados regularmente durante 60 dias. Demonstrou-se um impacto semelhante, quando fármacos com efeitos anticolinérgicos fracos foram tomados durante 90 dias.

“Descobrimos que uma elevada carga anticolinérgica − de uma ou várias drogas − mais 2 ou 3 meses de exposição contínua a essa forte carga, duplicaram aproximadamente o risco de se desenvolver transtorno cognitivo”, disse o dr. Noll Campbell, co-autor do estudo e investigador do Instituto Regenstrief. “Milhões de adultos idosos estão a tomar comprimidos para dormir ou medicamentos de prescrição, ano após ano, que podem estar a afectar as suas capacidades de organização e a memória.”

A Sociedade de Alzheimer relata que 10% das pessoas com mais de 50 anos usam regularmente fármacos anticolinérgicos, e quase metade usam mais de um! Os especialistas alertam que os idosos, em particular, são quem mais deve evitar os anticolinérgicos.

Outros efeitos colaterais, além do comprometimento da memória, incluem boca seca, pressão arterial baixa, problemas de concentração e maior agitação.

Por todas estas razões, os peritos em saúde natural dizem que é melhor procurar tratamentos alternativos para estes problemas. Por exemplo, se sofre de insónias, pode tomar em consideração soníferos à base de plantas, como melatonina e valeriana, ou respirar um difusor de aromaterapia cheio com óleos essenciais de lavanda, ylang ylang e lúpulo. Pode mesmo aspergir óleo de magnésio nas plantas dos pés para o ajudar a relaxar nas horas nocturnas.

Se está a lutar contra a incontinência, então aumente os níveis de magnésio e vitamina D, corte na cafeína, mantenha-se hidratado com água, e considere solicitar a ajuda de um acupunctor, que lhe pode recomendar plantas medicinais para a incontinência, além dos tratamentos de acupunctura.

Se a depressão está a entorpecer os seus dias, considere adicionar os seguintes suplementos naturais à sua dieta:

  • Óleo de peixe
  • S-adenosilmetionina (SAM)
  • Ácido fólico
  • Vitaminas do complexo B
  • Erva de São João 

http://undergroundhealthreporter.com/otc-drugs-linked-to-cognitive-impairment/ 

 

publicado por Rui Vaz às 22:20
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS