Domingo, 26 de Julho de 2015

O adoçante truvia é tóxico?

Isso é um FACTO.

Bem, pelo menos para as moscas da fruta. Um estudo de 2014, publicado na revista científica PLOS ONE, mostrou como as moscas da fruta alimentadas com truvia morreram em menos de uma semana − uma média de 5,8 dias para ser exacto. Normalmente, as moscas vivem entre 39 e 51 dias, e os outros adoçantes testados, incluindo sacarose e xarope de milho, não afectaram o tempo de vida das moscas. Parece que o culpado é o eritritol, um poliálcool (açúcar alcoólico) que é o principal componente do truvia.

A composição do truvia é 99,5% de eritritol e 0,5% de rebiana, um extracto da planta estévia (os investigadores determinaram que não foi o extracto de estévia que matou as moscas). A Cargill, uma grande empresa produtora de alimentos, comercializa o truvia. Recentemente, a Cargill foi criticada por rotular falsamente o truvia como “natural”. O eritritol utilizado provém de uma levedura alimentada com maltodextrina de milho geneticamente modificado (OGM) e, como tal, perde o seu estatuto “natural”. 

A informação noticiosa da CBS (rede televisiva norte-americana) relatou: eritritol, o componente principal do edulcorante truvia, tem uma aplicação nova e inesperada − pode ser utilizado como insecticida. Os pesquisadores descobriram que moscas da fruta alimentadas com comida que continha eritritol ou o adoçante truvia morreram muito mais cedo do que moscas alimentadas com comida que continha outros tipos de adoçantes.

O truvia também afectou a coordenação motora das moscas antes de morrerem. Os investigadores esperam desenvolver um insecticida seguro para seres humanos, a partir do composto truvia.

Ainda não foi possível determinar se é uma toxina desconhecida no eritritol ou a ligação aos OGM que causou a morte das moscas, mas de acordo com a FDA (Food and Drug Administration), o truvia é seguro para consumo humano. Embora alguns cientistas possam dizer que a fisiologia de uma mosca é diferente daquela de um ser humano e o que é perigoso para elas é seguro para nós, trocar o truvia por um adoçante verdadeiramente natural pode ser a opção mais consciente a bem da saúde. 

http://undergroundhealthreporter.com/fact-or-myth-is-truvia-toxic/

 

publicado por Rui Vaz às 19:48
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS