Quinta-feira, 22 de Outubro de 2015

O regime de suplementos

Supplements (22-10-15)

Na secção seguinte, respondo a algumas das perguntas mais frequentes sobre suplementos.

Se eu me alimentar bem, ainda preciso de tomar suplementos?

A resposta é sim. Infelizmente, as técnicas modernas de processamento dos alimentos têm empobrecido o fornecimento de muitos nutrientes vitais nos alimentos (tais como, vitaminas do complexo B, vitaminas C e E, e os ácidos gordos essenciais), que são críticos para a saúde. O armazenamento e transporte de alimentos, especialmente frutas e vegetais, também podem exaurir os seus nutrientes. Se não suplementar a dieta com esses nutrientes em falta, é fácil ficar com deficiência deles e sofrer graves consequências para a saúde. Além disso, a produção pelo organismo de antioxidantes importantes (como coenzima Q10, ácido alfa-lipóico e glutationa) diminui com a idade, o que nos deixa mais vulneráveis ao ataque dos radicais livres. Mais ainda, muitos medicamentos vulgarmente utilizados, tanto de venda livre como de prescrição, também retiram vitaminas importantes ao corpo. Tomar suplementos pode preencher a lacuna nutricional e ajudar a manter a saúde física e mental ideais.

O que significam as doses?

Os suplementos são micronutrientes; basta ingerir apenas uma pequena quantidade para se obter um efeito positivo. A maioria dos suplementos são vendidos em doses de microgramas (1 milionésimo de grama), miligramas (1 milésimo de grama), ou gramas. A excepção são as vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K) que podem ser vendidas em unidades internacionais (UI).

Por favor, respeite as doses recomendadas, que são seguras e eficazes. Alguns suplementos podem ser tóxicos se tomados em doses extremamente altas.

Onde devo comprar os suplementos?

Os suplementos podem ser comprados em lojas de produtos naturais, farmácias, lojas de desconto, supermercados, a partir de catálogos de vendas por correspondência e na internet. Algumas marcas excelentes de suplementos estão disponíveis apenas em consultórios médicos. Estou a apresentar o plano de suplementos em termos genéricos, assim pode comprar os suplementos onde for mais económico e conveniente para si.

Quais são as melhores marcas?

Existem centenas de marcas no mercado; aconselho-o a escolher marcas de renome que conhece. A segurança deve vir em primeiro lugar. Procure produtos que vêm em embalagens à prova de falsificação, com uma data de validade no rótulo. Tente encontrar um produto que tenha um número de controlo de qualidade na embalagem; dessa forma, se houver algum problema, o fabricante pode recolher rapidamente um produto contaminado. Se puder optar, seleccione fabricantes que oferecem um produto de potência garantida, o que significa que o suplemento contém a quantidade certa do ingrediente activo. Em particular, os estudos de muitos produtos à base de plantas têm demonstrado que vários deles contêm pouca ou nenhuma quantidade do ingrediente activo. Procure produtos que são de grau farmacêutico, da mais alta qualidade e livre de impurezas.

Como devo guardar os suplementos?

A maioria dos suplementos deve ser armazenada num lugar fresco e seco, longe da luz directa ou do calor. Alguns fabricantes podem dizer-lhe para refrigerar um produto (como suplementos de linhaça ou óleo de peixe) depois de ser aberto, por isso não deixe de ler atentamente o rótulo.

Quando devo tomar os meus suplementos?

Tome todos os suplementos com as refeições. A maioria dos suplementos são melhor absorvidos quando tomados com alimentos. Para facilitar, passe alguns minutos em cada semana a organizar os suplementos diários para toda a semana.

Que formas de suplementos são mais eficazes?

Os suplementos vêm em muitas formas diferentes, desde comprimidos a cápsulas, extractos líquidos ou pós. Escolha o que lhe for mais fácil de utilizar.

O que posso fazer se tomar suplementos me perturbar a digestão?

Embora a maioria das pessoas tolere os suplementos razoavelmente bem, algumas verificam que sofrem dores de estômago depois de tomar os suplementos. Muitas vezes, o problema não é com todos os suplementos, mas com um suplemento que lhe está a provocar a dor. Para descobrir qual deles é, necessita deixar de tomar todos os suplementos durante três dias. Em seguida, recomece a tomar os suplementos, um de cada vez. Se não sentir qualquer desconforto digestivo num dia ou dois, adicione outro suplemento no dia seguinte. Se os sintomas regressarem depois de tomar um suplemento específico, retire-o do seu regime. No final deste exercício, deve saber quais os suplementos que pode ou não tolerar.

Se estiver grávida ou tiver doença renal, não tome quaisquer suplementos sem consultar o médico.

De:  “The Better Brain Book” − David Perlmutter (Riverhead Books, 2004) 

 

publicado por Rui Vaz às 15:13
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS