Domingo, 6 de Setembro de 2015

Um erro fatal que se comete ao tratar a diabetes

Se for como a maioria dos diabéticos, confia nas picadas no dedo e injecções para monitorizar e controlar os níveis de açúcar no sangue.

Talvez complete mesmo a rotina diária com medicamentos orais. Mas sabia que estes medicamentos e preparações não fazem nada para curar ou até mesmo ajudar no tratamento da diabetes e encontrar a causa original da doença?

Na verdade, esses fármacos têm-se mostrado eficazes apenas por alguns anos e poderão deixar de funcionar completamente, um dia.

Eis os 3 tratamentos convencionais para a diabetes tipo 2, nenhum dos quais trata a raiz do problema:

  1. Medicação oral
  2. Insulina
  3. Outras injecções

Aquilo que come é muito mais importante do que o que toma para o seu estado de saúde e os medicamentos também trazem alguns efeitos colaterais muito concretos e assustadores, incluindo diarreia, gases e condições com perigo de vida, como “eventos cardiovasculares fatais” − um eufemismo da FDA (Agência dos Medicamentos e Alimentos) para os ataques cardíacos.

Tem havido inúmeros estudos a comprovar que estes medicamentos não o vão ajudar de modo nenhum. Portanto, subscrever a ideia de que a medicina moderna é a sua melhor linha de defesa é, de facto, um erro mortal.

Tem sido provado que as drogas farmacêuticas só tratam os sintomas e não são concebidas para atacar a raiz do problema. Assim, quando uma pessoa é diagnosticada pela primeira vez, muitos médicos começam a receitar esses medicamentos, sem considerar sequer alternativas mais saudáveis.

Porém, a maioria dos médicos sabe que estes fármacos são inúteis como cura e, de facto, provocam habituação, enquanto aliviam apenas os sintomas e prolongam o inevitável.

Isto só serve para aumentar o risco de efeitos secundários perigosos e potencialmente fatais, causados por doses cada vez mais elevadas. Tudo isto apesar da adopção de mudanças simples na dieta e no estilo de vida que podiam curar realmente esta doença debilitante.

Uma equipa de pesquisa médica preparou um programa excelente que pulveriza o pensamento dominante sobre como tratar a diabetes, descobrindo mesmo os segredos para reverter a diabetes tipo 2.

Eis 3 conselhos desse programa que é a solução para o tratamento da diabetes:

  1. Corte os carboidratos da dieta − comece por remover os alimentos ricos em amido e substituí-los por vegetais, carnes magras e gorduras saudáveis, pobres em carboidratos.
  2. Aproveite os benefícios do exercício moderado para ajudar a controlar a quantidade de açúcar no sangue, bem como auxiliar a queimar o excesso de gordura.
  3. Complemente a dieta com um tempero que actua como uma insulina natural, bem como muitas vitaminas e minerais úteis e específicos para facilitar níveis saudáveis de açúcar no sangue.

Esse condimento é a canela, que deve adicionar à sua dieta, pois a investigação científica comprovou que ajuda a metabolizar a glicose e a combater os danos dos radicais livres nas células.

Melhor ainda, os estudos mostram que a canela também reduz o colesterol, e protege contra as doenças cardíacas e o síndrome metabólico. A pesquisa ao longo dos últimos 5 anos valida que este tempero delicioso e familiar é um supernutriente para a diabetes.

O outro remédio natural da diabetes é o picolinato de crómio. O Centro Médico da Universidade de Maryland realizou vários estudos significativos sobre os efeitos que o picolinato de crómio tem em pacientes com diabetes. Os resultados mostraram que o crómio foi capaz de baixar os níveis de açúcar no sangue e reduzir a quantidade de insulina que alguns doentes com diabetes necessitavam.

Num estudo, os níveis de açúcar no sangue foram medidos após os pacientes comerem pão branco − com e sem uma dose de picolinato de crómio. Aqueles que tomaram o suplemento mostraram uma redução de 23% do açúcar no sangue, mesmo depois de comer o pão rico em carboidratos!

Noutro estudo duplo-cego e controlado com placebo, as pessoas com diabetes tipo 2 que tomaram o crómio tiveram melhores valores de A1C (hemoglobina glicada) do que aquelas que tomaram o placebo. O grupo que tomou o crómio também teve melhores níveis de glicemia em jejum.

Aquilo que o crómio parece fazer é ajudar a insulina a fixar-se nas paredes celulares, de modo a que os receptores de insulina possam absorver a glicose novamente, como se a pessoa nunca tivesse diabetes tipo 2 em primeiro lugar!

E assim se trata a raiz do problema. Usar canela e crómio juntos na combinação correcta é a pedra angular de toda a solução natural para a diabetes! 

http://undergroundhealthreporter.com/mistake-with-treating-diabetes/

  

publicado por Rui Vaz às 09:28
link do post | favorito (1)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.temas principais

  • Anti-envelhecimento
  • Fitoterapia
  • Nutrição

  • Receitas
  • Saúde mental
  • Suplementos
  • Terapias
  • .posts recentes

    . Exercício físico

    . Cinco analgésicos perigos...

    . Exercício da serpente par...

    . Frango com vinagrete de m...

    . A manteiga faz mal à saúd...

    . O perigo das garrafas plá...

    . Alimentos que queimam gor...

    . Chá de pimenta-caiena

    . Relaxe: Controle o estres...

    . As sementes de damasco pr...

    . Cúrcuma para a depressão

    . Frango com limão

    . Sistema físico ideal de t...

    . Mantenha um diário de gra...

    . Problemas do sono

    . É seguro cozinhar com aze...

    . Schisandra: o fruto silve...

    . “Cereais” rápidos e croca...

    . Como fazer um lift facial...

    . Combata a postura sentada...

    .arquivos

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    .tags

    . anti-envelhecimento

    . anti-inflamatório

    . antibiótico natural

    . anticancerígeno

    . antioxidante

    . cancro

    . cérebro

    . colesterol

    . desintoxicação

    . doença cardíaca

    . doença de alzheimer

    . estresse

    . exercício físico

    . facto ou mito

    . fitoquímico

    . fitoterapia

    . nutrição

    . óleo essencial

    . ómega-3

    . químico tóxico

    . receita sem glúten

    . suplemento

    . terapia

    . toxina

    . vitamina

    . todas as tags

    .links

    RSS